Diferenzas entre revisións de «Principado de Salerno»

O ano [[839]] morre o [[príncipe de Benevento]] [[Sicardo de Benevento|Sicardo]]. O chefe do exército [[Radelchis I de Benevento|Radelquis]] (Radelchis) apoderou-se do poder e proclamou-se no seu lugar. O irmão e herdeiro de Sicardo, [[Siconulfo de Salerno|Siconulfo]], foi encarcerado em[[Tarento]], porém foi resgatado por barcos de Amalfi e levado a Salerno, onde foi proclamado príncipe. Inmediatamente iniciou-se uma guerra civil que iría durar dez anos. Com a intervencão do [[imperador do Ocidente]] [[Luís II o Moço]] (847) decidiu-se pela divisão do principado em dois, com sedes em [[Benevento]] e [[Salerno]] respectivamente. Em [[849]] o rei de Itália oficializou a divisão.
 
O recém criado principado de Salerno tinha como principais cidades [[Salerno]], [[Tarento]], [[Cassano]], [[Cosenza]], [[Paestum]], Conza, Sarno, Cimitile ([[Nola]]), [[Capua]], [[Teano]] e [[Sora]]. A sua proximidade ao [[mar Adriático]] e os seus numerosos portos converteram o principado em um poderoso território marítimo. Os primeiros anos do principado seriam convulsivos atáaté a chegada ao poder de [[Guaifero de Salerno|Guaifero]], que num reinado de 19 anos, estabilizou o país. Em pouco tempo o principado de Salerno superou o de [[Benevento]]. Durante este período criou-se uma nova divisão territorial. O [[Principado de Capua|Capua]] tornou-se independente criando o seu próprio principado. Tecnicamente Salerno era dependente do [[Francia occidental|Imperio Occidental]], porém na prática era um território independente, chegando mesmo a manter acordos com os [[sarracenos]]. Guaifero foi deposto pelo seu filho [[Guaimaro I de Salerno|Guaimaro I]]. Este rompeu as alianças com os sarracenos e aproximou-se do imperador ocidental [[Carlos o Calvo]] primeiro e com o imperador [[Imperio Bizantino|bizantino]] [[Basilio I]] depois (887), chegando a recebir deste "devandito" o título de [[patricio]].
 
O seguinte gobernante, [[Guaimaro II de Salerno|Guaimaro II]], levou o principado de Salerno a uns momentos álxidos. Tomou parte na [[batalla de Garigliano]] contra os musulmás o [[915]]. O fillo de Guaimaro, [[Xisulfo I de Salerno|Xisulfo I]], teve que superar uma tentativa de invasão de [[Xoán III de Nápoles]] e [[Landulfo II de Benevento]]. Posteriormente saiu em defesa de Pandulfo Testa de Ferro, que era príncipe de Capua e Benevento. Ao morrer sem descendentes decidiu entregar o principado a Landulfo. Entre [[978]] e [[983]] Salerno foi governado por príncipes de fora das casas de Capua e Amalfi. Neste último ano subiu ao poder [[Xoán I de Salerno|Xoán]], da casa de Spoleto. Com ele e os seus sucessores o principado viveu um último período de esplendor. O seu filho [[Guaimaro III de Salerno|Guaimaro III]] teve que enfrentar os ataques sarracenos, porém contou com a ajuda de mercenários [[normandos]]. Após o seu reinado floresceu a [[Schola Medica Salernitana]].
Usuario anónimo